A RECEPTIVIDADE QUE REALMENTE INTEGRA


 
_MG_9516.jpg
Trate sempre os seus funcionários exatamente como quer que eles tratem os seus melhores clientes
— Stephen Covey

É bem comum um profissional ser contratado para uma determinada posição em uma empresa e, em seu primeiro dia de trabalho, se sentir um peixe fora d’água. Mesmo em grandes empresas, onde existe um processo de integração muito bem estruturado, a situação é recorrente e a falha, na maioria das vezes, está em não colocar em prática a simples ação de fazer o novo colaborador se sentir importante e realmente bem vindo. 

Fazer um tour pelo escritório, apresentar os colegas, as normas do departamento e fazer uma breve explicação sobre a função é essencial, mas na Doctor Raw acreditamos que é preciso ir além, e fazer com que o novo integrante se sinta acolhido. Saber que sua equipe está receptiva e ciente de que, quanto mais rápida for sua adaptação, mais o time todo sairá ganhando, tem feito total diferença para quem entra.

Dar condições para que o novo membro conheça a cultura organizacional da empresa de imediato também tem se mostrado tão importante quanto acolhê-lo. Na Doctor, dedicamos um bom tempo para transmitir e deixar claro nossos valores, processos internos e forma de trabalho, já no início de tudo. "É como se conseguíssemos materializar toda nossa cultura organizacional e colocá-la sobre a mesa, de cara, no primeiro dia do novo integrante”, diz Isabella de Oliveira, responsável pelas integrações na Doctor. 

O resultado desse processo é um entrosamento e uma adesão ao “nosso jeito de fazer as coisas” quase instantânea. Analisa de Medeiros Brum, cita em seu livro Endomaketing de A a Z, que a "unificação do comportamento do público interno é um dos pontos máximos que se pode chegar através de um processo de endomarketing", o que nos leva a crer que estamos no caminho certo.

Ao final de cada processo de integração, aplicamos ainda uma pesquisa de satisfação com o novo integrante. Queremos saber se tudo correu bem e se existem críticas ou sugestões. Com isso, conseguimos melhorar o processo a cada vez e ainda somos presenteados com feedbacks como este, compartilhado por um novo integrante da equipe em seu primeiro dia: “O que mais me encantou foi o brilho e a convicção no olhar das pessoas que realizaram o processo”.  
 

Um pouco do que fazemos:

  • Cronograma com todas as atividades e envolvidos na integração; 
  • Recepção exclusiva, com bexigas, boas vindas, cartão com todas informações de acesso a e-mail, servidores, senhas, etc.; 
  • Entrega do Handbook - manual com as normas, processos e práticas da empresa;
  • Mentoria; 
  • Processo de imersão na cultura organizacional;
  • Para criar senso de pertencimento, o gestor dedica um bom período com o novo integrante e faz questão de atribuir pequenas tarefas para já existir envolvimento;
  • A área de comunicação elabora um Raio X do perfil do novo colaborador para facilitar sua interação com os demais membros do time.